Publicado em: ter, 28 - nov - 2017

Confiança do consumidor atinge maior nível em três anos

Brasileiros têm retomado a confiança nos rumos da economia nos últimos meses  FGV

Consumidores brasileiros estão mais confiantes quanto à economia devido à queda da inflação, dos juros e ao aumento da capacidade de consumo

Melhores condições na economia, como preços mais baixos e juros em queda, deixaram os brasileiros mais otimistas. Em novembro, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 3,1 pontos e atingiu 91,1 pontos, em uma escala de zero a 200.

Em um reflexo da retomada da economia brasileira, esse é o maior patamar para o índice, desde outubro de 2014. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (28) pela entidade.

 “Com inflação e juros em queda, e melhores perspectivas para o emprego, o consumidor brasileiro avalia mais favoravelmente a tendência das finanças familiares e esboça maior ímpeto para compras”, explica a Coordenadora da Sondagem do Consumidor, Viviane Seda Bittencourt.

Na composição do indicador, os consumidores avaliaram de forma favorável tanto a atual situação quanto as perspectivas para o futuro. O Índice de Situação Atual subiu pela quarta vez seguida e atingiu 74,5 pontos, e o índice que mede a expectativa subiu 4,2 pontos, no terceiro mês consecutivo de alta.

Além disso, a pesquisa mostra que os consumidores, de forma geral, estão menos insatisfeitos com as finanças pessoais. Os indicadores que medem as avaliações sobre consumo e otimismo com as contas familiares registram resultados positivos no mês.

Fonte/Autor: FGV

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Comente no FaceBook