Publicado em: ter, 29 - maio - 2018

Brasil tem 45 mortes confirmadas por dengue, chikungunya e zika em 2018

Mosquito Aedes Aegypti é alvo de campanha em todo país para combater dengue, chikungunya e zika (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)Boletim divulgado pelo Ministério da Saúde mostrou queda no número de óbitos em relação a 2017. Dengue fez o maior número de vítimas.

 

Brasil teve 45 casos de mortes confirmadas por dengue, chikungunya e zika em 2018, segundo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. A dengue fez o maior número de vítimas (40 mortes confirmadas), seguida por chikungunya (4 mortes confirmadas) e zika (1 morte confirmada).

Os dados são os últimos disponibilizados pelo ministério e se referem ao período de 31 de dezembro de 2017 a 21de abril de 2018.

De acordo com o boletim, outras 140 mortes estão sendo investigadas. São 114 por dengue e 26 por chikungunya.

No mesmo período em 2017, foram confirmada 156 mortes por dengue, chikungunya e zika no Brasil. Foram 72 casos por dengue, 83 por chikungunya e um óbito por zika registrado no estado de Rondônia.

Em 2018, o único caso de morte por zika foi registrado no estado da Paraíba.

Centro-oeste tem maior número de casos de dengue

Os dados do Ministério da Saúde mostram que o centro-oeste apresentou o maior número de casos de dengue em 2018 — com destaque para Goiás e Mato Grosso. O Sudeste registrou o maior números de casos por chikungunya.

Na dengue, a região foi responsável por 37,3% dos casos; seguida pelo Sudeste (33,2%); Nordeste (18,7%); Norte (8,2%) e Sul (2,4%).

No chikungunya, o Sudeste responde por 38,2% dos casos; seguido do Centro-Oeste (37,5%), Nordeste (14,9%); Norte (8,6%); e Sul (0,6%).

No zika, a região tem a maior prevalência a cada 100 mil habitantes: 5 a cada 100 mil; seguida pelo Norte (2,3) e pelo Nordeste (1,6). As outras regiões não apresentaram dados estatisticamente relevantes.

Fonte/Autor: G1

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Comente no FaceBook