Publicado em: seg, 4 - fev - 2013

Junta governativa assume a Fiero nessa segunda-feira (04); Denis Baú está fora

denis bau

Denis Baú é afastado da Fiero

O vice-presidente do TRT-14 região, desembargador do trabalho Francisco Jose Pinheiro Cruz, concedeu liminar, na noite deste domingo (03), do Mandado de Segurança impetrado por nove sindicatos que compõem a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), em que ratificou a soberania do Conselho de Representantes da Fiero e determinou a posse imediata da junta governativa provisória nomeada pelo Conselho para gerir a Federação até que sejam proferidas as sentenças das ações 0001064-98.2012.5.14.005 e 0001066-68.2012.5.14.0005 que tramitam na Justiça do Trabalho.

Ações essas em que 14 sindicatos pedem a anulação da eleição da entidade, ocorrida no dia 04 de outubro, em função de uma série de irregularidades identificadas pelos delegados conselheiros. O próprio Conselho de Representantes, em assembleia extraordinária, anulou o processo eleitoral da Fiero no dia 07 de dezembro e a partir dessa decisão, seguiu os ritos para a nomeação da junta governativa após o término do mandato de Denis Baú, que ocorreu no dia 31 de janeiro.
O desembargador suspendeu o ato praticado pela juíza substituta da 5ª Vara, Fernanda Constantino de Campos, que nos autos do processo 0001064-98.2012.5.14.005, julgou desnecessária a constituição da junta governativa e ainda recomendou que o Conselho de Representantes fosse convocado para dar posse a Denis Baú na nova gestão, até que houvesse o julgamento das ações que pedem pela anulação do processo eleitoral.
Ainda na noite de domingo (03), os conselheiros da Fiero que ingressaram com o Mandato de Segurança foram para a sede da Federação para garantir, que Denis Baú não tenha mais acesso a Fiero, na condição de presidente,  para que se faça cumprir a determinação judicial. “Vamos reforçar a segurança, pedir o apoio a Polícia Militar para garantir o cumprimento da Liminar. Logo pela manhã, às 7h, o Conselho dará posse aos membros da junta governativa”, explicou o advogado dos sindicatos no Mandado de Segurança, José Cristiano Pinheiro.
A junta governativa que vai gerir a Fiero até a decisão judicial sobre as ações que pedem anulação do processo eleitoral são: Edmilson Matos Cândido, Alan Gurgel do Amaral e Giuliano Domingos Borges. A partir desse horário os membros estarão à disposição da imprensa para conceder entrevistas e prestar mais esclarecimentos.

Fonte: Eficaz Comunicação


Comente no FaceBook